Santander e Bradesco têm empréstimo para negativados!

Ambos os empréstimos são restritos para um público específico. Saiba qual a melhor opção para seu perfil e se está de acordo com as condições.

Pensando em atender quem possui restrições no CPF, os Bancos Santander e Bradesco ofertam opções de empréstimos consignados disponível para quem está negativado. Contudo, as modalidades são restritas para um público específico.

O Bradesco disponibiliza seu empréstimo para servidores públicos federais, aposentado/pensionista do INSS e funcionário de empresa privada, o mesmo ocorre com Santander, com exceção dos trabalhadores de empresas privadas. Veja abaixo a comparação entre as duas instituições financeiras:

Empréstimo Bradesco

Além de se encaixar dentro do público descrito anteriormente, o Bradesco exige que o solicitante seja correntista do Bradesco antes de contratar o serviço. Para isso, é necessário se dirigir a uma Agência Bradesco espalhadas pelo país.

Posteriormente, será possível solicitar o empréstimo a partir do site do Banco ou pelo Fone Fácil e nas agências do banco.

Fone Fácil Bradesco

Capitais e regiões metropolitanas: 4002 0022
Demais regiões: 0800 570 0022
Acesso do exterior: 55 11 4002 0022.

Empréstimo Santander Olé Consignado

Direcionado para funcionários públicos, aposentados e pensionistas do INSS, o empréstimo do Banco Santander deve ser feito totalmente pela internet, por meio do aplicativo ou pela página da empresa. 

Para isso, será necessário informar dados pessoais como nome completo, CPF e telefone. No caso de aposentado ou pensionista do INSS, será necessário informar número e valor do benefício. Já funcionários públicos precisam preencher número de matrícula e valor do salário, entre outros dados do cargo.

Por fim, para completar a solicitação será necessário ainda fotografar e enviar documentos: identidade (RG ou CNH); comprovante de endereço (com data de emissão máxima de 3 meses); contracheque e foto do rosto.

Veja também: Conheça 4 modalidade de empréstimos disponíveis para negativados

Voltar ao topo

Deixe um comentário