scorecardresearch ghost pixel



Com greve, Banco Central faz nova atualização sobre 2ª fase do ‘dinheiro esquecido’

Fique por dentro de todos os detalhes sobre o adiamento do valores a receber do BC.



Nós estamos ouvindo as pessoas falando sobre os valores a receber há um bom tempo, mas apesar de esse ser um tópico tão comentado e que ganhou a internet assim que foi divulgado, não são todas as pessoas que estão por dentro desse assunto e que têm conhecimento sobre esses valores ou de onde eles estão vindo.

Veja também: Valores a receber: segunda fase de consultas já tem data para começar?

O Sistema de Valores a receber, que foi lançado com o objetivo de devolver cerca de R$ 8 bilhões aos cidadãos brasileiros, conta com dinheiro de diversas origens. Podemos destacar entre elas as seguintes: cobranças indevidas de tarifas, conta corrente e conta poupança com valores não sacados quando foram encerrados e grupos de consórcio que foram extintos, mas ainda há muitos outros.



O que aconteceu recentemente foi que o Banco Central divulgou um novo calendário com as datas de liberação desses valores, porém a transferência do dinheiro acabou sendo adiada novamente e, infelizmente, até agora não temos uma data para previsão.

Caso você esteja se informando sobre o assunto pela primeira vez e ainda não tem certeza se há uma chance de que haja algo para receber, lembre-se que o novo saque tem as suas origens baseadas em:

  • Contas encerradas em corretoras e distribuidoras de títulos e de valores mobiliários;
  • Cobranças indevidas de tarifas ou obrigações de crédito não previstas em termos de compromisso;
  • Contas de pagamento pré e pós pagas encerradas e com saldo disponíveis.

Como saber se tenho valores a receber?

Para acabar com as suas dúvidas, há um processo super é fácil e rápido.

Basta você acessar o site do Banco Central e informar o CPF e a data de nascimento, mas só no caso de pessoas físicas, pois o CNPJ e a data de abertura da empresa serão necessários, no caso das pessoas jurídicas.

Requisitos para realizar a consulta

Apesar da realização da consulta ser um processo simples, existem alguns pré-requisitos que devem ser levados em consideração, como ter cadastro no site do GOV nos níveis prata ou ouro, por exemplo. Sim, é preciso!

E além disso, o cidadão também deverá informar o número da sua chave PIX. Se a instituição bancária não tiver aderido a um termo específico com o Banco Central, será necessário informar os dados de contato e o meio de pagamento.

Caso tenha algum valor a receber, o sistema irá informar a data e o período para solicitar o resgate do saldo existente já no momento da consulta. Ainda em caso da consulta ser positiva, o que nós recomendamos é que você acesse a aba “Meus Valores a Receber”.

Como agendar a transferência?

Para agendar a transferência é simples. Basta seguir alguns passos:

  • Acesse o site do Sistema de Valores a Receber no período informado;
  • Faça login com sua conta GOV (desde que seja prata ou ouro);
  • Leia e aceite todos os termos de responsabilidade;
  • Confirme o saldo a ser recebido;
  • Selecione uma das opções de devoluções: pelo sistema ou pela instituição.




Voltar ao topo

Deixe um comentário